Debate sobre relações abusivas abre programação da AJURIS na Feira do Livro

Publicado em: 8-novembro-2018

A mesa redonda Relações Abusivas – Uma Visão Multidisciplinar, realizada na quarta-feira (7/11), abriu a programação de eventos da AJURIS na Feira do Livro de Porto Alegre deste ano. O encontro, coordenado pela diretora do Departamento de Literatura da associação, Márcia Kern, reuniu magistrados e público em geral para ouvir as reflexões sobre o tema.

Na abertura do encontro, a vice-presidente Cultural, Madgéli Frantz Machado, destacou a importância da associação ocupar espaços de integração com a comunidade, especialmente em um evento de tamanha expressão cultural como a Feira do Livro. “A literatura é um meio de mostrar novos mundos, contar histórias e de ensinar. É um poderoso instrumento de comunicação e interação social. Nós temos que ter um olhar diferente para identificar, por exemplo, a romantização das violências. Por isso, escolhemos abordar o tema a partir de visões multidisciplinares, aproximando então o  cotidiano, o Direito, a psicologia e a literatura”, frisou a magistrada.

“Um olhar atento às vezes desnuda o que pode haver de mais perverso por trás de relações que, à primeira vista, são de amor e cuidados extremos”, destacou a juíza de Direito e mestre em Literatura Brasileira Márcia Kern durante sua fala. A magistrada resgatou obras como o romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, Primo Basílio, de Eça de Queiróz, e Otelo, o Mouro de Veneza, de William Shakespeare, para traçar um paralelo entre literatura e cotidiano. “A história de Bento e Capitu é muito forte, e já fala de violência contra a mulher, principalmente psicológica. E a heroína muda o retrato do destino das mulheres na literatura. Em Primo Basílio, Luísa praticamente morre de inanição. E em Otelo, Desdêmona morre assassinada. Já a Capitu é a protagonista que diz basta!”, destaca a diretora.

Realizado no Salão de Bridge do Clube do Comércio, o evento também contou com a participação da jornalista Mariana da Costa Bavaresco (militante feminista, blogueira e participante do movimento slam poetry) e da psicanalista Luisa Puricelli Pires (membro do  Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre, doutoranda em Educação pela UFRGS e coordenadora do Mapa de Acolhimento no RS).

A dependência financeira e emotiva, a falta de autoestima e o medo foram alguns dos pontos evidenciados pelas participantes, que também apresentaram relatos pessoais sobre o tema e as dificuldades de identificar esse tipo de relação. Ainda, o evento foi prestigiado pela vice-presidente Social, Patrícia Antunes Laydner, a diretora do Departamento Cultural, Camila Luce Madeira, a diretora do Departamento de Promoção da Cidadania, Rute dos Santos Rossato, a diretora do Departamento de Patrimônio Imobiliário, Geneci Ribeiro de Campos, a secretária-adjunta, Helga Inge Reeps, e a desembargadora Liége Puricelli Pires.

Lançamento do Caderno de Literatura

Na próxima terça-feira (13/11), às 19h, a AJURIS volta à Feira do Livro para lançar a 27ª edição do Caderno de Literatura. A obra reúne diversos contos, crônicas, poemas e poesias de magistrados e convidados. A sessão de autógrafos será realizada no Memorial do Rio Grande do Sul.

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9125
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9125
imprensa@ajuris.org.br

 

 

Menu

Notícias em Destaques