50 anos de Magistratura: quando o acaso promove encontros

Publicado em: 31-outubro-2018

Habituados a participar de forma atuante da vida associativa, os desembargadores aposentados José Ernesto Flesch Chaves, Ivo Gabriel da Cunha e José Eugênio Tedesco tiveram um encontro ocasional, na manhã desta quarta-feira (31/10), na sede da AJURIS. A data marca um momento importante da vida dos três: a celebração dos 50 anos de Magistratura.

Recepcionados pela presidente da AJURIS, Vera Deboni, os magistrados lembraram dos bons momentos vividos na carreira: “É um fato inédito e muito nos honra e deixa alegres fazer esse registros dos 50 anos de magistratura”, afirmou Tedesco, destacando a satisfação: “Consegui vencer na carreira”.

A emoção pela comemoração também foi citada por Chaves, que relembra as cinco década com a sensação de dever cumprido e de ter “jurisdicionado com o coração”: “Me empenhei o que pude, talvez, em algumas situações, além das minhas forças, para cumprir o encargo de fazer justiça ao jurisdicionado”, afirma, ao comentar que a vocação para a magistratura sempre esteve presente, desde o início da faculdade de Direito.

Para o ex-presidente da AJURIS Ivo Gabriel da Cunha, o ingresso na magistratura em 31 de outubro de 1968 representa uma das suas datas de nascimento. Ele conta que ser juiz tinha como propósito a crença de fazer algo para melhorar o mundo: “A magistratura nunca me negou isso. Mesmo com todos os percalços posteriores, como a ditadura militar, ela nunca me frustrou essa possibilidade de realizar esse sonho”.

Em nome da AJURIS, Vera Deboni falou sobre as contribuições dos magistrados para a história da associação: “Vejam o acaso desse encontro, justo em uma data tão importante. Nos emociona poder parabenizá-los e a agradecer por continuarem presente na vida associativa”.

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9107
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral