Nobel da Paz palestra em Congresso da Abraminj

Publicado em: 12-junho-2018

O ativista indiano Kailash Satyarthi, Prêmio Nobel da Paz em 2014, foi o palestrante  da manhã desta terça-feira (12/06), no XXVI Congresso da Abraminj (Associação dos Magistrados Brasileiros da Infância e da Juventude), que está acontecendo em Brasília e que a Direção da AJURIS está acompanhando.

Com o tema “Um Diálogo sobre a Paz”, que foi precedido por um vídeo sobre sua trajetória, Kailash Satyarthi falou sobre a importância e o significado de, a cada dia, tentar transformar o mundo a sua volta para melhor. Agraciado com a mais alta honraria pela Paz no mundo, por sua atividade na erradicação do trabalho infantil, Satyarthi disse que “cada minuto importa, cada criança importa!”, se referindo às mais de 80 mil crianças que já ajudou, além de outros milhares de adultos também libertos de regimes de trabalho escravo. Por coincidência, Satyarthi palestra no Brasil exatamente no Dia Mundial Mundial Contra o Trabalho Infantil, instituído pela Organização das Nações Unidas em 2002.

“O Brasil é meu segundo lar, eu já viajo para este país há 20 anos para conversar com o Judiciário, Congresso Nacional, governos, sociedade civil organizada, sindicatos e outras instituições. Vocês são os salvadores dessa geração. Se forem capazes de dar esperança e confiança através de suas ações como juízes vão estabelecer esperança e fé nas instituições. Se o Judiciário falha, a nação falha. Vocês são mais especiais do que muitos outros segmentos da sociedade deste país”, disse o ativista.

Kailash disse que o conhecimento está ao alcance de todos. “Enquanto estamos conversando, um bilhão de crianças estão vivendo em situação de intensa pobreza. Elas não têm educação, segurança, nutrição ou água potável. Cerca de 50 milhões de crianças estão construindo prosperidade para os outros à custa de sua infância e metade delas se encontram em condições extremamente perigosas. Muitas nunca foram à escola ou então saíram antes da educação básica”, afirmou.

E ele fez um comparativo: “A sociedade conseguiu chegar à Marte e não consegue abraçar essas crianças, que são imigrantes, refugiadas, vítimas de tráfico. 50 milhões! Esse não é o número, têm nomes, são criaturas vivas, seres humanos que sentem e choram. Não são simplesmente números”, sustentou. Kaylash dividiu histórias de sua vida como ativista e o que o faz continuar nessa longa jornada ajudando as crianças de todo o mundo: “Após a primeira libertação de crianças escravas em 1991, eu nunca mais desisti, pois foi uma alegria e uma realização”, compartilhou o Nobel da Paz.

“Foi uma raríssima oportunidade poder ouvir as sábias palavras de Kailash Satyarthi, em evento e dia tão especial como esse 12 de junho, quando o mundo se volta para justamente erradicar o trabalho infantil, bandeira que Satyarthi leva como uma missão de vida a todos nós”, comentou a presidente da AJURIS, Vera Deboni.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação da Abraminj


Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9141
imprensa@ajuris.org.br

 

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Destaques