Na mídia: Justiça Restaurativa chega à escola pública

Publicado em: 13-abril-2018

O jornal Correio do Povo desta sexta-feira (13/4) abordou o pioneirismo da AJURIS em Justiça Restaurativa no Brasil. A proposta do termo assinado pela presidente da Associação, Vera Lúcia Deboni, e a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos do Estado, no dia 12 de abril, é formar comunidades escolares e equipes diretivas dos Centros de Juventude e Programa de Oportunidade e Direitos (POD) nas metodologias da Justiça Restaurativa.

A Justiça Restaurativa começou a ser estudada, debatida e colocada em prática na Escola da AJURIS, em 2004, sob a liderança do juiz de Direito Leoberto Brancher, o que culminou, uma década depois na criação por parte do TJRS no Programa Justiça Restaurativa para o Século 21. Em 2016, o modelo de Justiça Restaurativa foi elevado à qualidade de política pública do Estado do Rio Grande do Sul.

Confira a notícia no Correio do Povo:

”A Ajuris assinou termo de cooperação com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos para formar professores e equipes diretivas da Rede Pública Estadual nas metodologias da Justiça Restaurativa. A entidade é pioneira na Justiça Restaurativa no Brasil através do Núcleo de Estudos da Escola da Ajuris e de iniciativa desenvolvida, em 2005, pelo juiz, Leoberto Narciso Brancher, no Juizado de Infância e Juventude de Porto Alegre.”

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9141
imprensa@ajuris.org.br

Compartilhe:

    Menu

    Notícias em AJURIS na mídia