Conselho Executivo aprova ações afirmativas para vulneráveis sociais e raciais

Publicado em: 27-março-2018

O Conselho Executivo da AJURIS, reunido nesta segunda-feira (26/03), aprovou por unanimidade proposta trazida pela diretora do Departamento de Direitos Humanos, Karen Luise Vilanova Batista de Souza Pinheiro, no sentido de que a Tese nº 13 do Congresso Estadual de Magistrados, realizado em 2007, fosse finalmente implementada.

A tese prevê a implantação de um programa de bolsa para pessoas socialmente vulneráveis, bem como para casos de cotas raciais, na Escola Superior da Magistratura. Mesmo com as reservas nos editais de ingresso, verificou-se, ao longo dos anos, que esse preenchimento é inexpressivo, reforçando a necessidade de ações afirmativas para garantir um maior acesso aos cargos no Poder Judiciário.

Karen Luise Vilanova trouxe a proposta para debate no Conselho

“Dentro do Poder Judiciário, no que diz respeito à representatividade, precisamos de um olhar efetivamente plural”, comenta a diretora Karen. Para o diretor da ESM, Jayme Weingartner Neto, a proposta é muito bem-vinda: “A Escola apoia totalmente a implantação do programa. Ele vai ao encontro dos nossos interesses em reforçar essa pluralidade do Judiciário, que passa primeiramente pela formação dos futuros magistrados”, comentou.

Conforme deliberado na reunião, a Escola apresentará, em breve, um estudo com a melhor forma de implementação do programa de bolsas para cotistas.

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9125
imprensa@ajuris.org.br

 

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral