Martinewski é eleito para presidir União Gaúcha

Publicado em: 5-março-2018

Mandato será até o fim de abril, quando serão realizadas novas eleições

O integrante do Departamento de Assuntos Previdenciários da AJURIS, Cláudio Luís Martinewski, foi eleito, na manhã desta segunda-feira (5/3), presidente da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública. O magistrado foi escolhido por aclamação, em Assembleia Geral Extraordinária, para conduzir a entidade até o fim de abril, quando ocorre nova eleição.

Também foram eleitos para a coordenação da União Gaúcha os seguintes membros: vice-presidente Ricardo Freitas (Ceape); secretária-geral Juliana Coelho Lavigne (Adpergs) e tesoureira Katia Terraciano (Sinapers). A troca de gestão ocorreu após Gilberto Schäfer (AJURIS) e Luiz Fernando Barbosa (APERGS), respectivamente presidente e vice-presidente da União Gaúcha, encerrarem os mandatos nas suas entidades de origem.

Por proposição de Katia Terraciano também foi aprovada uma moção de reconhecimento à Gilberto Schäfer, pela “condução humana” e atuante à frente da União Gaúcha durante os quase dois anos em que presidiu a entidade.

Reunião de trabalho

Após o encerramento da Assembleia Geral, Martinewski assumiu a condução dos trabalhos agradecendo a confiança e reafirmando o compromisso de atuar em defesa do serviço público, “que vive um momento de diversos ataques”.

A reunião de trabalho teve como principal ponto de pauta a articulação das entidades para garantir que as emendas elaboradas pela União Gaúcha sejam incorporadas às proposições legislativas que reestruturam o IPERGS e podem ser apreciadas amanhã (6/3) pela Assembleia Legislativa.

Presente na reunião, a presidente da AJURIS, Vera Lúcia Deboni, alertou que mesmo com a abertura da Expodireto Cotrijal – tradicional feira do agronegócio que mobiliza parte dos parlamentares-, nesta segunda-feira (5/3), é importante que todas as entidades se mantenham vigilantes para não serem surpreendidas pela votação dos projetos pelo Legislativo estadual.

Na reunião, Martinewski destacou, ainda, a importância das alterações no IPERGS terem um amplo debate, o que ainda não ocorreu, e que a reestruturação do Instituto deve ser feita preservando os direitos e a autonomia orçamentária, financeira e administrativa dos Poderes.

Galeria de fotos:

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9107
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral