Tribunal de Justiça: AJURIS reforça demanda por segurança nos Foros

Publicado em: 19-dezembro-2017

Pedido foi apresentado em reunião com 2ª vice-presidente do TJRS

A Direção da AJURIS reforçou, nesta terça-feira (19/12), em reunião no Tribunal de Justiça do RS (TJRS), a necessidade e urgência de medidas para garantir a segurança dos magistrados. A audiência foi realizada com a 2ª vice-presidente do TJRS, Desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza.

A vice-presidente Administrativa, e presidente eleita, Vera Lúcia Deboni, acompanhada do assessor da Presidência, e vice-presidente Administrativo eleito, Orlando Faccini Neto, e do diretor das Coordenadorias, Charles Maciel Bittencourt, afirmou que o ataque ocorrido no Foro de Marau, na terça-feira passada (12/12), reforça a necessidade, já debatida pela AJURIS em diversas oportunidades, de oferecer melhor estrutura e condições de segurança aos magistrados.

Entre os temas abordados pela Direção da AJURIS, está a preocupação com a estrutura de segurança oferecida aos magistrados durante o recesso, tanto no que se refere à realização das audiências de custódia, como dos plantões noturnos: “Emergencialmente, é imprescindível que seja realizado um reforço nas Comarcas com maior volume de trabalho durante o período do recesso judicial”, afirmou Vera Deboni.

Na avaliação da AJURIS, no entanto, para além das ações emergenciais, é necessário a adoção de medidas como o uso de vidros blindados nas janelas dos Foros, assim como maior efetivo de servidores e funcionários atuando para reforçar a segurança nos Foros e nas imediações dos prédios. “Esta é uma pauta da atual e da futura gestão e vamos atuar de forma firme para garantir que os colegas possam jurisdicionar com tranquilidade e segurança necessária”, ressaltou a presidente eleita da AJURIS.

Durante a reunião, a Desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza salientou que o tema também é uma grande preocupação para o TJRS e salientou a importância de pensar medidas para reduzir a vulnerabilidade dos Foros. Entre as ações destacadas pela 2ª vice-presidente está a retirada das armas, que ficam armazenadas no local. A magistrada se comprometeu, ainda, em levar o tema para a discussão nas reuniões de gestão.

 

Ataque em Marau

Atenta à necessidade de reforçar a segurança dos magistrados, nesta terça-feira (19/12), o presidente da AJURIS, Gilberto Schäfer, esteve no Foro da Comarca de Marau, para prestar solidariedade aos magistrados que atuam no local e obter mais detalhes sobre o ataque realizado na última semana.


Confira na sequência, ou no site da AJURIS (
www.ajuris.org.br), informações sobre o caso e matéria sobre a agenda realizada pela Presidência da Associação em Marau.

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral