AJURIS prestigia a posse dos novos magistrados no TJRS

Publicado em: 9-novembro-2017

Vinte e seis novos magistrados do Judiciário gaúcho, aprovados no concurso para Juiz de Direito Substituto, tomaram posse na tarde desta quinta-feira (09/11), em cerimônia realizada no Plenário Pedro Soares Muñoz, no Tribunal de Justiça do RS (TJRS). O presidente da AJURIS, Gilberto Schäfer, compôs a mesa de autoridades, ao lado do presidente do TJRS, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini; da desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza, 2ª vice-presidente do TJRS e presidente da Comissão do Concurso, entre outros.

Confira aqui o vídeo da posse:

Após a condução dos novos magistrados ao plenário, aplaudidos pelos presentes e sob os acordes de “Hallelujah” de Leonard Cohen, o juiz de Direito Francisco Schuh Beck falou em nome dos empossados. O novo juiz fez um pequeno resgate histórico do próprio Tribunal, enfatizando que os juízes que por aqui passaram e o que aqui estão, “interpretaram e aplicaram todas as Constituições da história brasileira, as leis do Império e as leis da República”. Beck ainda lembrou, aos presentes, que “a alta tarefa de repartir a Justiça só pode ser conferida a seres humanos concretos, frágeis, falhos e imperfeitos” e que por isso se faz necessário o estudo constante. “O exercício da Jurisdição não é um privilégio que nos foi outorgado neste ato solene de posse, mas a investidura de um dever. A função de magistrado exige sacrifício, renúncia e entrega”, completou.

A desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza falou sobre o caminho que esses 26 novos juízes enfrentaram em quase dois anos num concurso que teve mais de 11 mil inscritos. “Coroa-se hoje uma das atividades mais importantes deste Tribunal, que é de selecionar os homens e mulheres que darão continuidade à história  do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul”, disse a magistrada, que também presidiu a Comissão do Concurso. “Para o Poder Judiciário do RS, a posse desses novos juízes reforça a esperança de que será preservada a sua tradição centenária de excelência, incorporada ao seu patrimônio imaterial”, completou.

Presidente do TJRS, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini falou dos números da Justiça gaúcha

O presidente do TJRS, Luiz Felipe Silveira Difini saudou os novos juízes falando da honra do Tribunal em recebê-los, mas lembrou que este é, sim, o ponto de início da caminhada de cada um dos novos magistrados. “Hoje, ao saírem desta cerimônia,  irão para as suas casas com a alegria justa da limpa vitória alcançada no difícil concurso a que se submeteram. Mas terão que ter mais dedicação, mais estudo, mais carinho, mais paixão, mais trabalho, para corresponder ao dever que hoje solenemente assumem com a sociedade rio-grandense de lhe prestar uma Justiça eficiente, imparcial, com razoável duração do processo e, sobretudo, justas soluções dos litígios”, disse o presidente do TJRS.

Difini aproveitou para falar sobre os dados do Conselho Nacional da Justiça (CNJ) que confirmam que a Justiça gaúcha tem alcançado índices elevados de eficiência e que, estes novos juízes, ajudarão a manter e melhorar. “A Justiça gaúcha pode se orgulhar de vocês ao terem sempre presente que a jornada não termina hoje, mas sim começa hoje. Que somos todos prestadores de serviços públicos para servir à cidadania rio-grandense, razão e destinatária de nosso trabalho”, completou.

Ao final, o presidente da Corte lembrou as palavras do célebre jurista Osvaldo Peruffo: “na prática de humildade, realiza-se com melhor vigor o compromisso, podendo se afirmar que a humildade faz predominar a Justiça em sua plenitude. A humildade não é humilhação nem dependência, mas ao contrário: simboliza o conjunto de expressões de comportamento que se harmonizam com a independência da magistratura. A humildade conflita com a arrogância, com a prepotência e o arbítrio e por isso ela se ergue contra as manifestações de injustiça. A humildade realiza a Justiça em todos os graus”, concluiu o presidente do TJRS.

Para o presidente da AJURIS, Gilberto Schäfer, o ingresso de novos magistrados só vem a contribuir para a constante busca por uma Justiça mais eficiente e ágil, além de garantir a movimentação da carreira. “A AJURIS recebe esses novos colegas com alegria e com a certeza de suas qualidades profissionais, atestadas por um concurso de alto índice de exigência”, completou o presidente da AJURIS.

Também estiveram presentes o procurador-geral do Estado, Euzébio Ruschel, representando o governador do Estado, José Ivo Sartori; o procurador-geral da Justiça, Fabiano Dallazen; sub-defensor Público Geral do Estado, Tiago Rodrigo dos Santos; o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier; o diretor da Escola Superior da Magistratura, Cláudio Luís Martinevski; e Jerson Moacir Gubert, representando a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

 

Confira a galeria de fotos:

http://www.ajuris.org.br/2017/11/09/galeria-de-fotos-da-posse-dos-novos-juizes-de-direito/

 

Presidente da AJURIS saúda os novos magistrados

Presidente da AJURIS, Gilberto Schäfer (C) com os novos juízes empossados pelo TJRS. Foto: Eduardo Nichele

Caros(as) colegas,

É uma imensa alegria recebê-los na Magistratura rio-grandense. Parabenizo a todos por terem superado as dificuldades de um concurso que, como tiveram a oportunidade de vivenciar, é extremamente exigente, prova cabal da dedicação e capacidade de vocês.

Lembro de quando assumi o cargo com as expectativas, sonhos e angústia da profissão e da vocação que escolhi. Foi uma das maiores alegrias da minha vida e tenho certeza que será da vida de vocês.

Quando olho para trás vejo que tudo valeu a pena. Os momentos de sacrifício pessoal. A dedicação. A maturação de um caso mais difícil que tinha que ser resolvido. O caso fácil do ponto de vista do Direito, mas doloroso do ponto de vista do drama pessoal. A satisfação de construir um acordo que atendesse de verdade os dramas vertidos no processo, especialmente na jurisdição de família.

Estes momentos iniciais de desafio ficarão para sempre na lembrança de vocês. Cada etapa superada do concurso, cada etapa da profissão, os amigos que se fizerem agora, ficarão para sempre.

Vocês engrandecerão a nossa Magistratura.

A Justiça é o valor que deve iluminar o jogo. Sem ela, os textos normativos não se transformam em Direito. Vocês estão preparados para dar vida ao Direito, conquistando a nossa legitimidade no trabalho diário da solução de conflitos de forma justa e equânime, inspirados pelos valores constitucionais.

Por isto, sejam bem-vindos.  Sintam-se em casa.

Gilberto Schäfer

Presidente da AJURIS

 

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral