Facilitadores de justiça restaurativa se reúnem no Foro de Pelotas para discutir ações

Publicado em: 7-julho-2017

Facilitadores de justiça restaurativa se reuniram na sala de reuniões do Foro de Pelotas para discutir suas atuações junto aos locais onde desenvolvem trabalhos visando à solução de conflitos existentes. O encontro aconteceu na terça-feira (4/7), com a participação do diretor do foro da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral.

Estiveram presentes na reunião as facilitadoras Maria de Fátima Rauber, que atua na Escola Municipal Núcleo Habitacional Dunas, Silvia Chaigar, que desenvolve atividades no CASE/FASE Pelotas, Eloíza Silva, que atua no projeto “Bons Vizinhos”, além de Selma Mazza, que atualmente está gerenciando círculos restaurativos na Escola Municipal Francisco Carúccio. Além das facilitadoras, também participaram a gestora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), Marília Gonçalves, e o assessor e mediador, Henrique Alam de Mello de Souza e Silva.

As atuações desenvolvidas por cada facilitador foram tratadas na reunião. Selma Mazza falou sobre círculos restaurativos que estão sendo realizados na Escola Francisco Carúccio, onde os problemas estão sendo resolvidos através de círculos restaurativa envolvendo pais, alunos e a direção da escola. Silvia Chaigar, facilitadora junto ao CASE/FASE Pelotas, comentou sobre os círculos que tem desenvolvido na instituição, destacando o último, bastante emocionante, pois contou com a presença dos menores infratores em recuperação e suas famílias, que estavam preocupadas com o retorno deles para a sociedade e com as maneiras de mantê-los longe do meio criminal. Ela contou, ainda que utilizou um “bibelô” de “coruja” como “objeto da palavra”, simbolizando a sabedoria que seria necessária para incluir esses jovens de volta a comunidade, assim como um “globo” no centro da roda simbolizando o mundo para onde eles devem voltar. A atividade gerou comoção e demonstrou a vontade das famílias de colaborarem nessa readaptação dos jovens.

Por fim, a facilitadora voluntária Eloíza Silva questionou sobre a falta de participantes para atuarem junto ao projeto “Bons Vizinhos”. O diretor do Foro da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, aproveitou a oportunidade e falou sobre as novidades envolvendo o projeto e a Prefeitura de Pelotas, que quer incluir o CEJUSC dentro do “Pacto Pelotas pela Paz”. Ele explicou que o objetivo é atuar principalmente nos condomínios habitacionais e escolas da rede municipal, recebendo para isso uma contrapartida em estrutura e financiamento que deve aumentar o número de voluntários para o projeto.

 

Fonte:  Assessoria de Comunicação Social da Direção do Foro da Comarca de Pelotas
Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9120
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral