Judiciário busca solução para superlotação em presídio de Lajeado

Publicado em: 4-julho-2017

Interditado desde o dia 27 de julho, o Presídio Estadual de Lajeado (PEL) é pauta de uma ampla mobilização em busca de soluções. O Judiciário, junto com Ministério Público, Prefeitura, e Legislativo, quer tratar do assunto diretamente com o Governador do Estado.

Em reunião nesta segunda-feira (3/7), na Prefeitura de Lajeado representantes dos Poderes e instituições, incluindo Conselho da Comunidade Carcerária, trataram sobre a busca de soluções. “É inadmissível aceitarmos esta inércia, esta passividade do Governo do Estado para com esta situação que demanda urgência”, salientou o diretor do Foro da Comarca de Lajeado, Luís Antônio de Abreu Johnson. A maior reclamação é de que a Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva) está recebendo apenados da região metropolitana de Porto Alegre, o que acaba sobrecarregando o PEL.

A superlotação, as condições precárias de infraestrutura e ausência de efetivo para segurança, motivaram a interdição total por 90 dias.

 

A questão tem sido pauta dos jornais da cidade e também na Capital.

Confira matérias:

Zero Hora – Rosane de Oliveira

Prefeitura de Lajeado

Informativo do Vale

Informativo do Vale – site

 

TVE com TV Univates

 

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9141
www.ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral