Sob o domínio do mal, por Carlos Eduardo Richinitti

Publicado em: 20-junho-2017

Artigo de autoria do desembargador Carlos Eduardo Richinitti, publicado na página 21 da edição do dia 20 de junho do jornal Zero Hora.

A Lava-Jato, rompendo a tradição de impunidade, cresceu, ganhou força e acabou levantando o véu de cinismos que sempre encobriu o Brasil, mostrando que a corja de corruptos, há muito no poder, não tem partido e a única ideologia que a norteia é a do enriquecimento ilícito.

Hoje estamos, sem meias palavras, sendo governados por criminosos, se não confessos, autodeclarados em vergonhosas, mas esclarecedoras, gravações ou por delações de comparsas, que, na coerência da estatura moral dos corruptos, entregam os colegas do crime para fugir de penas mais duras.

Como são muitos, quase todos, o necessário e esperado caminho de uma faxina ética completa está sendo substituído por uma despudorada e orquestrada reação, agora com preocupante avanço no Poder Judiciário, no Ministério Público e na Polícia Federal.

A recente decisão do TSE é emblemática. Ali, a posição majoritária, embasada em esforço hercúleo não de valorar prova escancarada e abundante, mas sim de afastá-la, foi formada por dois julgadores indicados, recentemente, pelo réu. Já se fala, abertamente, em troca do comando da Polícia Federal e nomeação do procurador-geral, não entre os mais votados pela classe, mas, quem sabe, no mais “confiável”.

Nesse preocupante cenário, desponta Gilmar Mendes, o autodeclarado supremo, e que, Loman (lei orgânica da magistratura) às favas, por sua postura, com suas frequentes manifestações e contatos políticos, envergonha e constrange a todo aquele que tem na magistratura um ideal de vida.

O Brasil está em uma verdadeira encruzilhada. Ou eles vencem e o mal definitivamente se perpetua no poder, ou encaramos de frente, ainda que o custo seja grande, o desafio de tirar do cenário político a corja de corruptos que há tanto rouba tudo de tantos, em especial, o direito de nós, brasileiros, sonharmos com um futuro melhor.

 

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9107
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Artigos