Colunista destaca posição da AJURIS e a pressa de congressistas para votar projetos

Publicado em: 27-abril-2017

A jornalista Rosane de Oliveira destacou, em sua coluna desta quinta-feira (27/4) no jornal Zero Hora, a pressa de congressistas para votar o projeto da reforma Trabalhista (PL 6787/16) e o texto-base do substitutivo do senador Roberto Requião ao PLS 85/2017, que define os crimes de abuso de autoridade.

“Nada como uma Lava-Jato para aumentar a produtividade de deputados e senadores. A quarta-feira foi um dia frenético no Congresso. Enquanto a Câmara debatia a reforma trabalhista, o Senado aprovava, a toque de caixa, o projeto que trata do abuso de autoridade, considerado um empecilho ao trabalho da força-tarefa e o fim do foro privilegiado para parlamentares”, observou a colunista.

Sobre as mudanças na lei de abuso de autoridade, a jornalista destacou a posição da AJURIS, que considera a proposta oportunista e prejudicial à liberdade de atuação do Judiciário. O texto salienta que a Associação saúda os três senadores gaúchos, que votaram contra o projeto, e que a estratégia agora é fortificar a atuação frente aos deputados para que o projeto seja reprovado na Câmara.

A coluna, ainda, traz manifestação do presidente da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul, Sérgio Harris. “Vamos tentar mostrar que essas mudanças não afetam somente a Lava-Jato, mas terão impacto em todos os processos”, declarou ele.

Leia a coluna completa:

pdf

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
51 3284.9120
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Geral