Bordados e percussão abrem o mês da mulher na AJURIS

Publicado em: 24-fevereiro-2017

Bordados costumam remeter a algo tradicional, conservador e marcadamente feminino. Percussão, costuma remeter à expressão artística realizada por homens. Ao abrir o mês da mulher em 8 de março com trabalhos que buscam ressignificar estas artes, a AJURIS inaugura uma programação que se estenderá até o dia 30, com o objetivo de promover a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade, seus desafios, conquistas e perspectivas.

Produtos Nectarina (1)As atividades terão início na Escola da AJURIS (Celeste Gobbato, 229), às 18h30, com a inauguração da mostra Nectarina – Bordados Subversivos, que busca tirar o empoderamento feminino do campo abstrato, com a valorização da mulher como mulher e como empreendedora, capaz de crescer com o desenvolvimento do seu trabalho manual. O coletivo de mulheres surgiu a partir do curso Bordado Empoderado, em abril de 2016, como resultado da união de bordadeiras ligadas pelo feminismo e inspiradas pelo encontro entre mulheres. A exposição, que ficará até 30 de março na Pinacoteca da AJURIS, reúne trabalhos com a temática feminista, transformada em arte, em agente condutor de amor, companheirismo, luta e sororidade.

alabeoniNa sequência, às 19h será realizada a apresentação do Alabê Ôni, um grupo percussivo, de raiz africana, que se reuniu para agregar as manifestações dos tambores que tocam historicamente no Rio Grande do Sul. As mulheres do grupo expressam na percussão a participação feminina na cultura  afro sul riograndense, afro uruguaia e afro brasileira. A participação feminina é identificada em cantos, danças e tambores populares da gente desses lugares. O concerto didático denuncia formas de segregação impostas à mulher, incluindo uma forte crítica ao machismo ainda vigente em diferentes contextos da atualidade.

 

Na apresentação, além das dançantes, Náthaly Weber e Rita Rosa, também integram o grupo, Lorena Sanchez, percussionista e dançarina folclórica e Ana Dias, nascida e criada no batuque, acompanhadas dos alabês Richard Serraria, Mimmo Ferreira, Pingo Borel e Tuti Rodrigues.

 

18h30 –  Exposição Nectarina Bordados Subversivos

Local: Pinacoteca da AJURIS

 

19h –  Show Alabê Oni

Percussão e dança. O protagonismo da mulher negra e a contribuição afrodescendente para construção do RS.

 

Inscrições e programação completa

https://lugardemulhereondeelaquiserblog.wordpress.com/

Be Sociable, Share!

Menu

Notícias em Destaques