Imprensa repercute posicionamento da AJURIS sobre Eleição Direta para Presidência do TJ

Publicado em: 17-novembro-2015

O jornal Correio do Povo desta terça-feira (17/11) abordou o posicionamento da AJURIS em relação a consulta interna sobre eleição direta promovida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS). A matéria destaca a manifestação do presidente da Associação, Eugênio Couto Terra, que a ampliação do colégio eleitoral vai qualificar a prestação do serviço da Justiça. “Com a decisão ampliada a todos, podemos mesclar a experiência e o maior conhecimento dos desembargadores e a proximidade com a população, que faz parte do trabalho dos juízes. A ampliação do colégio eleitoral é uma questão de tempo”, analisa Terra.

A AJURIS tem posicionamento histórico a favor da ampliação do colégio eleitoral, inclusive, realizando o processo de Eleição Direta Simulada, no começo do mês, que contou com a participação de 57,82% dos associados da ativa.

A consulta realizada pelo TJ vem em resposta ao pedido da Associação por mudança no regimento, com o direito ao voto para a direção do TJ/RS para os magistrados de 1º grau.

Confira a matéria na íntegra:

TJ-RS inicia consulta sobre eleição direta

Consulta interna a desembargadores e juízes irá medir apoio à ampliação do colégio eleitoral no TJ

Por Luiz Sérgio Dibe

O Tribunal de Justiça do Estado (TJRS) iniciou nesta semana um processo de consulta interna para ouvir todos os seus membros sobre eleições diretas para a presidência da Corte, com direito a voto para desembargadores e juízes. Atualmente, votam 139 desembargadores ao cargo mais alto na hierarquia da Justiça.

Caso ocorra a mudança — que tramita como Proposta de Emenda à Constituição (PEC 187/2012)— quase 800 magistrados gaúchos poderão expressar sua vontade nas eleições para sua administração. “Por iniciativa do atual presidente, desembargador Aquino (Flôres de Camargo), o TJRS resolveu manifestar, ao Congresso, sua posição institucional, mas somente depois de ouvir seus integrantes. Assim, iremos apresentar o pensamento majoritário da magistratura gaúcha”, explica o presidente do Conselho de Comunicação do TJRS, desembargador Túlio Martins.

Para o presidente da Ajuris, Eugênio Terra, a ampliação do colégio eleitoral no Judiciário irá qualificar a prestação do serviço da Justiça. “Com a decisão ampliada a todos, podemos mesclar a experiência e o maior conhecimento dos desembargadores e a proximidade com a população, que faz parte do trabalho dos juízes. A ampliação do colégio eleitoral é uma questão de tempo”, analisa Terra.

Apesar da consulta aos magistrados, que terá resultado em novembro, as próximas eleições para a presidência do tribunal ocorrerão no mesmo modelo das anteriores, com voto dos 139 desembargadores. O pleito ocorrerá em 14 de dezembro. Até o memento, duas chapas concorrem ao comando do Judiciário gaúcho. Uma delas é liderada pelo atual vice-presidente Luiz Felipe Difini. A outra pelo desembargador Guinther Spode.

Colunista da Folha de São Paulo repercute Eleição Simulada promovida pela AJURIS

O colunista da Folha de São Paulo, Frederico Vasconcelos, destacou em seu blog, na segunda-feira (16/11), a iniciativa da AJURIS em promover eleição simulada para a Presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS). A iniciativa visa estimular o debate e promover a ampliação do colégio de eleitores para a mesa diretora do TJ.

juizess

Confira a matéria na íntegra:

Juízes gaúchos simulam eleição direta

A Ajuris (Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul) realizou nos dias 9 e 11 deste mês Eleição Direta Simulada para a presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

O desembargador Luiz Felipe Silveira Difini venceu a eleição, obtendo 55,10% dos votos. O desembargador Guinther Spode obteve 43,63%. Os nulos e brancos representaram apenas 1,27%.

Do total de magistrados aptos, juízes e desembargadores, 57,82% votaram no sistema eletrônico disponibilizado. Difini e Guinther se dispuseram a participar do exercício simulado.

“Devemos comemorar esse resultado porque uma participação tão grande e tão efetiva demonstra a capacidade de mobilização da Ajuris e também o grande interesse da magistratura de que todos possam votar para a escolha das mesas diretoras”, afirmou Eugênio Couto Terra, presidente da Ajuris.

Dois dias depois da eleição simulada, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul anunciou que fará consulta entre todos os magistrados a respeito do processo eleitoral para a administração.

 

Departamento de Comunicação
Imprensa AJURIS
(51) 3284.9107
imprensa@ajuris.org.br

Be Sociable, Share!

CP_1711

 

juizess

Menu

Notícias em AJURIS na mídia